Analista de mídias sociais o que faz
25 minutos de leitura

Compartilhe com seus amigos!

Vivemos uma verdadeira revolução na maneira como nos comunicamos. A internet trouxe muitas facilidades para o nosso dia a dia. Informação e proximidade de comunicação agora estão na palma da mão através de um smartphone. Toda a informação que queremos e na hora que queremos, conseguimos. A web já faz parte do cotidiano de todos e disso ninguém tem mais dúvidas. Com isso, surgiu o profissional que vamos falar neste artigo: o analista de mídias sociais.

 

Ainda estamos engatinhando no que diz respeito a entender como funciona a dinâmica das redes sociais, o consumo consciente de conteúdos bem como notícias falsas. Como lidar com isso tudo? E principalmente: como lidar com isso tudo tendo metas e previsão de receitas como objetivos a serem alcançados, como é o caso das empresas? Como uma empresa deve se portar nas redes sociais? Em quais redes sociais uma empresa deve atuar? Quais conteúdos preciso ter para refletir o propósito e a cultura para que eu atraia cada vez mais o público certo? E depois disso, como fazer com que meus conteúdos sejam relevantes, possam auxiliar pessoas a resolver problemas e com isso criar o tão valoroso engajamento e disseminação viral? E como apresentar os resultados para que os gestores vejam com clareza que estes esforços estão retornando em força de marca e consequentemente, vendas? 

 

Tudo isso é desafio de um analista de mídias sociais. Uma das profissões que mais está em alta para o mercado nos tempos de hoje.

 

Vivemos uma época em que já é claro para gestores de empresas que é impossível estar distante das mídias sociais. A demanda por estes profissionais já está posta. 

 

E agora? Vamos descobrir o que de fato faz um analista de mídias sociais, o perfil dos analistas, habilidades essenciais, aplicações práticas, salários e como começar a se tornar um. Vem com a gente neste artigo! 

 

O que faz um Analista de mídias sociais

o-que-faz-um-analista-de-midias-sociais

Head de Marketing Digital na Fresh Lab, a facilitadora Harve Jéssica Barbosa dá uma definição sobre o que o mercado espera de um analista de mídias sociais: 

 

“A princípio, este profissional pode ser responsável pelo monitoramento e otimização dos canais digitais de uma empresa. Realiza análises do que está sendo produzido e direciona a estratégia para obtenção de melhores resultados.”  

 

“Por exemplo, em uma agência de marketing digital, a analista pode trabalhar gerenciando as contas dos clientes e delegando os conteúdos para uma redatora produzir. Contudo, na maior parte das empresas, o analista é responsável também pela parte de criação. Ou seja, a produção de textos e imagens é um conhecimento importante, considerando que a maioria das empresas contrata um profissional para executar todas as ações – imagens, textos, análise e atendimento. Na prática, dominar a habilidade de escrita é importante para qualquer pessoa que queira trabalhar com marketing e comunicação.”, conta Jéssica.  

 

Por isso, é importantíssimo o analista de mídias ter uma visão geral do todo. Entender de tudo um pouco das habilidades técnicas que envolvem as mídias sociais. Se fôssemos elencar um fator indispensável para ser um analista de mídias sociais, seria este: um profissional generalista. 

 

Perfil do Analista de mídias sociais 

De forma mais geral, o que um analista de mídias sociais precisa ter como características de personalidade para se sair bem diante dos desafios postos pelo cargo? Trouxemos alguns que consideramos essenciais:

 

1. Atualizado

Profissional de mídias sociais atualizado

O analista de mídias sociais precisa ter o olhos bem atentos a tudo que está acontecendo dentro do seu mundo das mídias sociais. Precisa ser natural a necessidade de estar atualizado. Neste mundo digital, tudo muda muito rápido, tanto ferramentas e conceitos como também os acontecimentos que podem apresentar oportunidades ou ameaças frente a estratégia de marketing nas mídias sociais. 

 

Sites especializados e ferramentas ajudam nesta missão. Listamos algumas ferramentas essenciais GRATUITAS que todo o analista de mídias sociais deve utilizar: 

 

Ubbersugest

 

A ferramenta de análise de palavras-chave do Neil Patel pode ser uma aliada também para saber quais são os conteúdos que mais são compartilhados no Facebook e Pinterest. 

 

Digitando por exemplo a palavra “Cientista de Dados”, podemos ir na aba ideias de conteúdos e observar qual o título do conteúdo que mais contém compartilhamentos. 

 

Isso nos dá uma ideia da relevância daquele assunto frente ao seu público da palavra-chave analisada. Isso pode dar muitos insights sobre novos conteúdos com base na preferência de consumo do público e também dá uma ideia geral do que é consumido por aquele público nas redes sociais. 

 

Twitter

 

Está pode ser uma ferramenta inusitada, mas nada como ter um Twitter e acompanhar as #hashtags em alta do momento. O Twitter é geralmente a rede social onde chegam primeiro as notícias e atualizações no mundo. Por isso, ter um Twitter para pelo menos acompanhar estas hashtags já é o suficiente. 

 

Google Alertas 

 

O Google possui uma ferramenta muito interessante que entrega no seu e-mail conteúdos de toda a web de palavras-chave que você selecionar. Você pode selecionar qualquer palavra-chave e criar uma alerta individual de cada uma. 

Por experiência, se você tiver buscando por qualidade de conteúdo, muitas vezes você pode se decepcionar, pois é preciso “pescar” bons conteúdos dentro dos alertas, porém, se você quiser acompanhar o que a web está produzindo de conteúdo independente da qualidade, esta é uma boa ferramenta gratuita para isso. 

 

Claro que, por muitas vezes, ferramentas gratuitas podem atender a demanda individual de cada profissional, pois é quase impossível encontrar algum profissional que pague por ferramentas mais complexas para consumo próprio, isto é, sem ter um projeto por trás pagando de algum modo aquela ferramenta. 

 

Mention 

 

Mention é uma ferramenta de análise de menções da sua marca, concorrentes ou de algum termo que queria dentro de praticamente toda a web. Não importa se seja conteúdo ou simplesmente uma menção aleatória. A ferramenta promete captação todas as menções. A ferramenta é gratuita para a criação de 1 alerta com até 245 menções, 3 contas sociais e um usuário. 

 

Outras ferramentas pagas de monitoramento de mídias sociais podem ser encontradas, mas sugerimos que estas sejam utilizadas com fins específicos e não somente para se manter atualizado. Seria um gasto desnecessário para tal finalidade. 

 

2. Criativo

criatividade nas redes sociais

A criatividade é uma característica marcante das redes sociais. Com isso, ser criativo permite encontrar novas formas de se dizer a mesma coisa, identificar novas formas de se fazer uma tarefa e apostar em novas tendências. A criatividade abre novos horizontes e faz um analista de mídias sociais ir mais longe em suas ideias e encontrar novos caminhos para desafios. Por isso, muitos profissionais de Publicidade e Propaganda vão para a web como analista de mídias sociais. 

 

Aprenda a ser mais criativo abrindo o seu repertório cultural e as técnicas para estimular a sua criatividade. Quanto maior o seu repertório cultural, maior será a sua capacidade de ligar pontos que aparentemente não são comuns e fazer destes dois pontos algo criativo e inovador para resolver um objetivo em comum. É disso que se trata a criatividade. 

 

3. Disciplinado

disciplina

Este é um capítulo importantíssimo. A disciplina é fundamental para obter resultados. É na disciplina que mantemos a constância, e na constância que vemos os esforços, pouco a pouco, se transformando em resultados. Por muitas vezes nas estratégias de marketing digital, uma ação sozinha nunca vai resolver qualquer problema. É na disciplina de manter as ações que acredita que vão chegar aos resultados que tudo vai tomando corpo e os resultados aparecem. Por isso, ser disciplinado e acreditar no seu trabalho é tão importante. 

 

4. Realista

realista-social-media

Ser realista é, acima de tudo, basear a realidade em cima de fatos. Se um dado ou número está dizendo x, o perfil do analista de mídias sociais tem de abandonar suas paixões pelo y e aceitar a realidade x para que então possa tomar as devidas medidas. Praticamente toda as carreiras no marketing digital precisam ter em sua base uma dose de realismo, pois, com a quantidade de dados disponíveis, é praticamente um suicídio ir contra o que os dados estão gritando na sua mente e ignorá-los. 

 

O ser “realista” pode muitas vezes ter um embate com o ser “disciplinado”, afinal, como dissemos anteriormente, uma ação sozinha por muitas vezes não reflete o sucesso que ela terá se for feita com frequência. Se fossemos tomar como base o realismo de uma ação inicial em separado, poderíamos desistir dela. Porém, como tudo na internet, o período de obtenção de dados é fundamental para sabermos se uma ação está sendo efetiva dentro da realidade ou precisa ser abandonada. Por isso, aguarde um volume de dados suficiente para você tirar uma conclusão. Disciplina para manter as ações e realismo para ler e interpretar os dados gerados para tomar decisões. 

 

Habilidades técnicas de um analista de mídias sociais

 

Dentre as habilidades comportamentais, as habilidade técnicas também tem um espaço enorme sobre desvendar a pergunta do que faz um analista de mídias sociais.

 

1. Saber buscar soluções em dados

soluções em dados

Como o próprio nome diz, o cargo é de um ANALISTA. E um analista precisa observar os dados, apontar padrões ou correlações de números e disso tirar conclusões, aprendizados ou ações que gerem resultados positivos. 

 

Mas como nem tudo é o que parece, a função do analista de mídias tende a ser maior do que isso. Como hoje faltam profissionais qualificados, a função do analista de mídias também é, muitas vezes, de criar o planejamento, implementar e fazer a gestão da estratégia de mídias sociais. 

 

Para extrair dados, é essencial saber onde retirar, juntar estes dados em uma visualização clara e a partir daí gerar os relatórios e conclusões. Por essas e outras que as habilidades de um profissional de Cientista de Dados praticamente invade todas as áreas do mercado de trabalho e faz com que todos os profissionais façam uma adaptação para pelo menos entender como é trabalhar com Data Science. Se você quer ser um bom analista de mídias sociais, entender estrutura de dados se faz primordial. 

 

Saiba quais são os principais KPIs da sua área, para que você traga métricas comprometidas com os KPIs, e destes dados das métricas possa ler e achar soluções. Para encontrar as soluções em meio aos dados, o analista de mídias sociais foca no problema e relaciona dados, buscando oportunidades em geração de tráfego ou buzz. 

 

Lembrando que o objetivo final sempre é a geração de receita, mesmo que a sua meta seja um aumento na percepção de presença de marca nas redes. 

 

2. Design

Nossos estímulos visuais são 19x mais rápidos do que qualquer outro estímulo. 

 

Por isso, uma imagem nas redes sociais tem o efeito de prender a atenção. 

 

Não que o analista de mídias sociais precise ser um designer, mas entender o que é bom e o que é ruim é essencial para observar o sucesso de ações e o quanto o design contribui para tal. 

 

Diversos conceitos como Gestalt e psicologia das cores podem fazer com que os skills de um analista de mídias sociais seja aumentado e ele se diferencie no mercado. 

 

3. Copywriting

copywriting-redes-sociais

Você sabe o que é? Copywriting é um conceito relativamente novo no marketing digital no qual você cria um texto ou uma frase com elementos técnicos de persuasão que estimule o leitor a efetuar um determinado objetivo, como deixar seu contato em um formulário ou efetuar uma compra. Basicamente, o Copywriting é o texto focado para vender. 

 

Copywriting é, sem dúvidas, um assunto a parte e possui diversos conceitos como gatilhos mentais, persuasão e força das palavras. Todos esses conceitos aplicados à realidade das mídias sociais fazem com que o Copywriting seja imprescindível para gerar engajamento. As técnicas de copywriting ainda são pouco utilizadas pelos profissionais de marketing digital, por acharem que se trata de uma técnica que por vezes “não faz diferença” pelo fato de utilizar uma palavra ou outra. Porém, quanto mais cedo você entender que tudo no marketing digital tem de ser pautado pela importância aos pequenos detalhes, mais cedo você vai entender a importância do Copywriting. 

 

Por isso, comece a estudar Copywriting. Assim, você terá um diferencial competitivo muito grande, tanto para sua carreira quanto para os seus projetos. 

 

4. Noções de Branding 

noções de branding nas redes sociais

Branding nada mais é do que a força da marca perante um determinado público. Como a marca é percebida no seu mercado. 

 

Nas mídias sociais, o branding é consenso em praticamente todos os objetivos quando se fala em uma marca nas redes sociais. Por isso, o profissional de marketing digital que souber realizar e mensurar a importância do branding para as redes sociais será bem sucedido. 

 

Muito mais do que saber conceitos ou ser formado em publicidade e propaganda por exemplo, é muito mais importante você ter muito claro quais são os diferenciais do seu cliente ou da sua empresa, ter claro a cultura da sua empresa ou cliente, o tom de voz que a marca adota e quais ações que vão de encontro com a cultura, o tom de voz e os KPIs. 

 

Saiba interpretar o posicionamento da marca nas redes sociais, analisando o que ela está contribuindo para a comunidade e para a solução das dores dos clientes. 

 

Mensurar estes indicadores vão ajudar a ter uma noção clara do posicionamento e melhorar o desempenho de um analista de mídias sociais. 

 

5. Conhecimento técnico das redes sociais 

Conhecimento técnico das redes sociais

Antes de entrar e começar a postar em qualquer rede social ou fazer um planejamento, é preciso entender como cada rede social funciona em termos técnicos.

 

Cada uma possui uma maneira de distribuir o conteúdo, uma forma específica de formato de conteúdos, estilos de conteúdos diferentes e também muitos outros aspectos técnicos que podem fazer com que você consiga moldar o seu planejamento a ela e alcançar o máximo de desempenho. 

 

Entender como a plataforma da rede social se comporta é uma grande chave para adequar conteúdos, frequência de postagens e estar por dentro das políticas diversas de publicidade e privacidade para não cometer violações. 

 

6. Links Patrocinados

Links patrocinados nas redes sociais

O analista de mídias sociais além de saber avaliar o branding e o engajamentos nas redes sociais, ele precisa também saber de performance de anúncios. Anúncios são o que movem financeiramente uma rede social e faz tudo valer a pena tanto para os anunciantes quanto para os gestores da plataforma e usuários que visualizam anúncios de produtos relevantes. 

 

Novamente, aqui é mais um universo a parte. Links patrocinados possuem nuances e técnicas próprias que precisam ser dominadas para um desempenho positivo. 

 

O analista de mídias sociais vai precisar entender de cpc, cpm, frequência, alcance, palavras-chave, grupos de anúncios, taxa de CTR, retorno sobre o investimento, taxa de conversão, custo por conversão dentre vários outros aspectos. 

 

São os links patrocinados que vão fazer uma ponte mais direta entre a rede social e resultados de vendas propriamente ditos. Por isso, aqui é fundamental acompanhar de perto o desempenho dos gastos, retorno de receita sobre esses gastos, se os anúncios em determinada rede social está valendo a pena levando em consideração o investimento e o ticket médio do produto ou serviço.

 

Quanto mais você entender de links patrocinados, mais você vai entender da própria ferramenta de cada rede social e assim ajudar sua presença e resultados. 

 

7. Retorno sobre investimento

Retorno do investimento

Optamos por deixar isso para um capítulo a parte, pois se estamos falando de investimentos diretos, estamos falando de responsabilidades mais diretas e cobrança por resultados.

 

Será preciso você ter um controle do orçamento eficaz e um processo que permita testar formas diferentes de anúncios e otimização de orçamentos para que cada vez mais você consiga mais clientes com o menor investimento possível. Isso soa como música para os ouvidos dos gestores. 

 

Possibilidades de trabalho para um analista de Marketing Digital

 

Trabalhar internamente em uma empresa

trabalhar internamente em uma empresa

A abrangência do mercado permite dizer que toda empresa que queira estar presente nas mídias sociais hoje em dia necessita de um profissional de mídias sociais. Então, você pode começar dentro destas empresas, porém, por vezes ainda terá uma equipe reduzida ou será somente o “eu mídias”. Isso também pode aumentar sua responsabilidade com tudo o que acontece nas mídias. Por outro lado, o ambiente empresarial tende a ser mais tranquilo e flexível se comparado com o trabalho em uma agência de marketing. 

 

Trabalhar em uma agência

trabalhar-em-uma-agencia

Você também pode trabalhar dentro de uma agência, trabalhando para projetos de clientes gerenciando ou planejando as mídias sociais deles. O bom de trabalhar em uma agência é que é um ótimo local para conhecer diferentes cenários e diferentes mercados para adquirir experiência. Em uma agência, o nível de cobrança e pressão tende a ser maior e você precisará lidar com isso. Outro fator que merece importância é que você precisará entender a fundo o seu cliente para que os resultados apareçam. É muito comum algumas agências não se atentarem ao fato de que seus profissionais cuidam de muitas contas e por vezes acabam não tendo tempo para se aprofundar em cada cliente. E o aprofundamento no produto ou serviço do cliente é essencial para que os resultados apareçam de fato. 

 

Ser um profissional Freelancer

Ser um freelancer

Outra opção é ser um profissional freelancer. Hoje em dia cresce cada vez mais este profissional que consegue clientes por conta própria em nível de fee mensal, que é a contratação de horas mensais para o gerenciamento de mídias sociais de uma empresa. Aqui também é preciso tomar cuidado com ter a consciência de que precisa estudar e conhecer muito bem o seu cliente para ter resultados e isso depende muito somente de você, já que o sucesso do seu trabalho vai depender diretamente se conseguirá manter um portfólio de clientes satisfatório. 

 

Salários

Os salários variam muito, mas de acordo com o guia de profissões da Catho, o salário tem uma média de R$ 1.724,67. Isso varia de R$900 de um estagiário até R$3.500 de um analista sênior. 

 

Aplicações práticas 

Mas o que faz um analista de mídias sociais de fato no dia a dia? Trazemos algumas das principais tarefas de um analista de mídias sociais: 

 

Elaboração de cronogramas editoriais de um analista de mídias sociais

Cronograma editorial

Quando falamos em cronogramas editoriais, falamos de uma das principais ações nas mídias sociais: a definição do que será postado e quando. 

 

O que será postado têm que dizer muito sobre os objetivos da campanha, estar alinhado com a cultura e também com os KPIs do projeto como um todo. Nada mais é do que colocar em prática todas as habilidades técnicas. 

 

Quando será postado é a verificação da rotina do seu público, e dentro desta rotina, adequar os tipos de conteúdo que sejam melhores em determinados dias. 

 

Por exemplo, na segunda feira você talvez queira ter um conteúdo mais motivacional, que possa de alguma forma injetar ânimo no seu público para mais uma semana que se inicia. Na terça feira, como ainda é um dia atribulado de início de semana, você possa colocar conteúdos rápidos falando sobre o seu produto e evidenciando o quanto ele pode ajudar nas dores do seu público. Na quarta você pode postar algo um pouco mais complexo, já que é um dia que teoricamente tende a ser mais desacelerado que no início da semana, falando sobre seus parceiros ou contando histórias inspiradoras sobre clientes. Na quinta, como é um dia na qual as pessoas tendem a ter mais tempo, um conteúdo mais completo para leitura talvez seja uma boa pedida. Na sexta, algo mais descontraído e divertido que possa ajudar a fixar algum posicionamento de branding. 

 

Aqui, demos um exemplo da elaboração de um cronograma semanal de postagens levando em consideração o comportamento de um determinado público juntamente com conteúdos que façam sentido e que vão agregar na construção de marca. 

 

Mas você precisará analisar cenário por cenário dependendo do segmento. Cada segmento tem o seu comportamento nas redes sociais e você precisa levar tudo isso em consideração para criar o seu cronograma editorial. E de novo, como falamos no começo deste artigo: disciplina e constância nas postagens. Não adianta nada começar a seguir o cronograma e parar de uma hora para outra ou pular dias. 

 

Apresentação de relatórios

Apresentação de relatórios

De nada adianta fazer um ótimo trabalho se você não deixar isso claro e fácil de se entender para os seus gestores. O analista de mídias sociais deve investir em um bom relatório de resultados e acompanhamento para que todas as possíveis dúvidas dos gestores sejam esclarecidas nele, mas mesmo assim, é preciso pensar em algo limpo e enxuto, somente com as informações que realmente interessam. 

 

Aqui você pode buscar na internet modelos de relatórios, ou utilizar o Google Data Studio, que é uma ferramenta gratuita do Google para geração de relatórios nos melhores formatos. O analista de mídias sociais tem que ter a preocupação de trazer os dados de maneira correta e atualizada. Não há nada mais constrangedor quando alguma métrica ou número não bate com a realidade e alguém o questiona. 

 

Por isso, relatórios são importantíssimos para um analista de mídias sociais. 

 

Gestão de crises

Gestão de crises nas mídias sociais

Todo o cuidado é pouco quando há alguma menção negativa relacionada a uma marca na internet e o profissional analista de mídias sociais tem o desafio de gerir esta crise tentando amenizar ao máximo o impacto sobre a percepção da marca. 

 

De reclamações isoladas até postagens que possam ofender uma determinada cultura, religião ou etnia. Todos esses casos podem ser classificados como uma crise, e o profissional analista de mídias sociais analisa o cenário para executar ações que façam com que se minimize o impacto da crise. 

 

Análises de presença de marca/Gestão das redes 

Análise de marca e gestão de redes sociais

Aqui é colocado em prática os conceitos de gestão de crise que observamos anteriormente. Quais são as menções da marca? São positivas? Negativas? 

 

Qual o volume de menções? Ela está crescendo? Se sim, é um bom indicador que a presença de marca está aumentando. Resta saber se isso é por conta de fatores positivos ou negativos. São vários cenários possíveis que você deve transformar em dados, interpretar e tirar informações para ações. 

 

O trabalho do analista de mídias sociais é essencialmente manter os dados sobre a presença de marca atualizados e disponíveis de forma clara tanto para a utilização de outras áreas quanto da sua própria.

 

Performance de campanhas patrocinadas

Performance de campanhas patrocinadas

O analista de mídias sociais muitas vezes também será responsável pelas campanhas patrocinadas nas mídias sociais que gerencia. 

 

Campanhas patrocinadas são um mundo à parte como já dissemos. O controle da performance das campanhas deverão ser gerenciadas pelo analista de mídias com base em acompanhamento de métricas e melhora de seus desempenhos.

 

Em alguns casos, esta tarefa pode ficar a cargo de um analista de mídia paga, dependendo do tamanho e complexidade das campanhas. Porém, em geral, o analista de mídias sociais também é o responsável pelas campanhas patrocinadas. 

 

Análise de comportamento no site dos canais sociais

Análise de comportamento dos canais sociais

Uma ferramenta que por vezes não é tão utilizada pelos analistas de mídias sociais, mas se faz muito importante é o Google Analytics. Não adianta somente levar as pessoas das mídias sociais para o site, mas também analisar o comportamento dos usuários provenientes das mídias. Estou levando público qualificado? Eles estão ficando quanto tempo em média? Como é a navegação deles? Quais os objetivos propostos estão cumprindo dentro do site? Todas essas informações podem ser analisadas dentro do Google Analytics. 

 

Para melhorar como um todo os indicadores, é preciso ir a fundo nas diferentes visões dentro do Google Analytics para ir além nos objetivos de um analista de mídias sociais. 

 

Performance de engajamento

Performance de engajamento

O profissional analista de mídias sociais precisa sempre pensar em como melhorar sempre o seu engajamento em suas páginas. Quase todas as redes sociais oferecem em algum nível de relatórios de engajamento na página e muito pode ser tirado como forma de relatórios. O grande trabalho é, novamente, compilar, analisar os dados e tirar ideias de ações para melhora da performance de engajamento. Tudo isso também precisa estar totalmente relacionado com o propósito e cultura da marca. 

 

Como começar 

Para começar, você deve entender minimamente os conceitos trazidos neste artigo, para então começar a entrar a fundo em cada um deles. É muito importante também observar os perfis comportamentais para concluir se você está preparado para entrar neste mundo e se realmente é o que você deseja enquanto carreira. 

 

Está faltando profissionais qualificados no mercado web como um todo e a principal profissão de 2020 apontada em um estudo do Linkedin para 2020 é o profissional de mídias sociais. Então isso quer dizer que há uma alta demanda e pouca qualificação. Isso significa que o mercado está propício para a entrada de novos profissionais e que não será difícil conseguir oportunidades logo no início de carreira. 

 

O curso de mídias sociais da Harve abrange todos os assuntos técnicos no qual um profissional de mídias sociais necessitam como habilidades e desafios para a profissão. A Harve também faz a ponte entre as principais startups e empresas com os alunos para que a entrada no mercado de trabalho seja rápida. 

 

A partir daí você terá uma bagagem inicial sólida e promissora para sair na frente no mercado e se tornar um profissional analista de mídias sociais de sucesso e bem remunerado! 

 

O que vimos neste artigo:

 

O que faz um analista de mídias sociais

A princípio, este profissional pode ser responsável pelo monitoramento e otimização dos canais digitais de uma empresa. Mas na maior parte das empresas ele também é responsável pela parte de criação.

Salário de um analista de mídias sociais

Os salários variam muito, mas de acordo com o guia de profissões da Catho, o salário tem uma média de R$ 1.724,67. Isso varia de R$900 de um estagiário até R$3.500 de um analista sênior.

Perfil de um analista de mídias sociais

Atualizado; estar atento as mudanças e tendências do mundo digital para usar ao seu favor. Criativo; pensar em novas maneiras de fazer suas ações através da ampliação do seu repertório cultural e com técnicas que estimular a criatividade. Disciplinado; ter constância nas suas ações mesmo que pouco impactantes, com tempo elas ganharão forma e farão a diferença no conjunto. Realista; dar prioridade aos dados coletados com o tempo nas tomadas de decisões.

Habilidades técnicas de um analista de mídias sociais

Saber analisar dados; Copywriting; Branding; Conhecimento técnico nas redes sociais; Links Patrocinados; Saber avaliar os investimentos; Gestão de crise.

 

Vamos começar? 

 

Quer saber mais sobre as nossas formações? Entre em contato com a gente:

 

 

Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta